segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

FELIZ ANO-NOVO!


tOnY pAcHeCo

                                                                  Angélique Kidjo

Desejo um 2013 repleto de saúde e alegria para todas as pessoas que compartilham comigo este micro-universo do Facebook e do blog http://osinimigosdorei3.blogspot.com e para marcar esta passagem do tempo, escolhi a música “Dara”, de Daniela Mercury, cantada por ela e pela beninense Angelique Kidjo, uma voz marcante que espero todos gostem. É uma música sobre mulheres e aí aproveito para lembrar muitas delas que passaram pela minha vida: minha mãe, Dona Elza; minha irmã Maria Thereza; tia Lair e minhas primas Ângela e Solange; minhas amigas de infância Lourdinha e Angélica; minhas cunhadas Marize, Sônia e Cristina; minhas sobrinhas Alecélia e Maria Eduarda, Lilian e Luana; minhas professoras dona Norma e dona Marta, madame Odete (Francês), mrs. Mayerli (Inglês); minha namorada Cidinha; minha colega de Baneb, Janice; e minhas amigas de hoje e de sempre, Cristina Sertão, Sônia Araújo (Sonita), Ângela Guimarães, Ângela Barreto, Tânia Lacerda, Ana Maria, Léa, Márcia de Souzza, Ilana Campos, Glazia, Eliane Curvello, Mara Velasco, as irmãs Telma e Cristina, todas mulheres maravilhosas que me ensinaram a acreditar que sempre podemos ser melhores que somos. Obrigado a todas e me desculpem as que não citei, pois a lista é imensa.
Feliz 2013 para todas e todos!

Copie o link e coloque na barra de endereços. No blog osinimigosdorei você encontrará a letra. Não tem vírus.



“DARA”
(Daniela Mercury)

Eu vi mulheres comuns
Virando rainhas
Eu vi um povo inteiro
Perseguindo a poesia

Eu vi a rua bela
Bela como elas
Enfeitadas de nanãs, iansãs
E oxuns e iemanjás

Mori omon kekere towa dje
Olorio
Mori awon arugbo to n'fe kowi
Mori obinrin to dara
Kpelou onan to dara
Monfe ri inanan, iiyansan, ioshun,
Yemandja

Branca
Balança suas ancas
Branca
Da cintura bem-feita

Deita, deita e me encanta
Entre congos e sambas
E sambas e congos
Congos e sambas

Preta, preta, preta, preta
Desfile sua nobreza
Mostre sua beleza
Se enfeite
Que a rua se enfeita

Branca, wa djo foun mi o
Mm branca, dje kiri idjore
O wadjo, wadjo, wa korin o
Entre congos e sambas
E sambas e congos
E congos e sambas

Preta, preta, preta, preta
Desfile sua nobreza
Mostre sua beleza
Se enfeite
Que a rua se enfeita

Eu vi a rua bela
Bela como elas
Enfeitadas de nanãs, iansãs
E oxuns e iemanjás

Aê aê mayangá, bereketu ê mayangá aê aê mayangá…

Um comentário: