Filmes Comentários

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

CARURU VEGANO E LIVRO NA MALOCA LIBERTÁRIA: RICARDO LIPER LANÇA "UMA INTERPRETAÇÃO ANARQUISTA DA HISTÓRIA"


CARURU VEGANO E LIVRO NA MALOCA LIBERTÁRIA: RICARDO LIPER LANÇA "UMA INTERPRETAÇÃO ANARQUISTA DA HISTÓRIA", NESTE DOMINGO, A PARTIR DE 10H30 DA MANHÃ

tonY PAcheco
O Centro de Cultura Social - Maloca Libertária fica na Rua do Passo, 37, Pelourinho (Salvador, Bahia), fica próximo ao hotel Pestana Convento do Carmo (subiu a Ladeira do Carmo, no alto dobra à esquerda). O autor estará autografando o livro a partir das 10h30 da manhã deste domingo, 2 de outubro, em especial esculacho pelo dia das eleições.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

ACORDO DE PAZ NA COLÔMBIA SERÁ VOTADO NO DOMINGO. PRODUTORES DE COCAÍNA QUEREM O "SIM". MILHARES DE VÍTIMAS QUEREM O "NÃO".

Coluna GiraMundo
Rádio CBN Salvador 91,3 FM

toNY PAcheco

Ouça usando o link abaixo e dê sua opinião:

http://www.cbnsalvador.com.br/noticias/single-noticias/noticia/tony-pacheco-fala-sobre-o-acordo-de-paz-assinado-na-colombia/?cHash=5d4c764b90017de0d2ec0a1f8959a016

Se tiver problemas auditivos, leia a coluna abaixo:



Bom dia amigas e amigos da CBN!
E,ontem, foi assinado o acordo de paz entre o governo do presidente Juan Manuel Santos Calderón e o comandante das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, Rodrigo Timotchenko. Daí vem a questão da semana: os colombianos vão aprovar este acordo no plebiscito de domingo? Para Álvaro Uribe, ex-presidente colombiano, de 2002 a 2010, o povo deve votar “não” ao acordo, pois o tratado de paz não pune os guerrilheiros das FARC por terem se tornado assassinos, sequestradores e, principalmente, produtores de cocaína, já que a Colômbia é o maior produtor do mundo. Nenhum demérito nisso, pois o Brasil é o segundo maior consumidor de coca, logo após os EUA. Neste ano, o presidente Manuel Santos foi à ONU fazer a defesa do fim da repressão à cocaína, junto com o presidente da Pólívia, o “cocalero” Evo Morales. Outra questão, é que em 50 anos de guerra civil, foram 220 mil mortos e 6 milhões de pessoas tiveram que fugir de suas casas diante da violência dos guerrilheiros e também, claro, do Exército da Colômbia, tão cruel quanto as FARC: 6.800 mulheres foram estupradas, 11.700 crianças foram sequestradas para serem
guerrilheiros à força. Ninguém vai pagar por isso?
Resposta da semana: urna é igual futebol, é uma caixinha de surpresas. Se vence o “não”, as famílias das vítimas poderão exigir justiça para seus mortos. Se vence o “sim”, os traficantes de cocaína e usuários dos EUA e do Brasil ficarão muito felizes, pois nos tabuleiros haverá muito mais cocada boa, se é que me entendem. Tony Pacheco para a CBN Salvador.

terça-feira, 13 de setembro de 2016

BUSH DEU FUGA AOS SAUDITAS. OBAMA QUER REPETIR A DOSE.

DEPUTADOS QUEREM QUE AMERICANOS POSSAM PROCESSAR A ARÁBIA SAUDITA PELOS ATENTADOS DE 11 DE SETEMBRO E BARACK OBAMA QUER VETAR ESTE DIREITO
(Coluna Gira Mundo, rádio CBN Salvador)

JORNAL COMENTADO 264
terça-feira, 13.9.2016

TOny PAcheCo

Este é o explosivo (sic) tema da nossa coluna GiraMundo na rádio CBN Salvador hoje. Use o link a seguir para ouvir e deixe sua opinião. Se tem problemas auditivos, tem também o texto da coluna de hoje logo abaixo:

http://www.cbnsalvador.com.br/noticias/single-noticias/noticia/tony-pacheco-fala-sobre-o-atentado-terrorista-as-torres-gemeas-nos-eua/?cHash=76fdec31049c92a8c483a6dbab4be06b

"Descanse em paz, Osama! Nós sentiremos sua falta."

Bom dia amigas e amigos da CBN!
E o maior ataque terrorista aos EUA faz 15 anos, colocando o presidente Obama numa sinuca de bico, pois os deputados autorizaram as famílias das vítimas processar a Arábia Saudita pelos danos causados nos atentados ao World Trade Center, em Nova York, e ao Pentágono, em Washington. E daí surge a questão da semana: Obama vai sancionar o direito a acionar a Arábia Saudita ou vai livrar a cara dos sauditas como fez o ex-presidente Bush?
Justice Against Sponsors of Terrorism Act. Ato da Justiça contra Apoiadores do Terrorismo. Este é o nome da lei que os deputados aprovaram para marcar os 15 anos da derrubada das Torres Gêmeas. Se vetar a lei, Obama mancha pra sempre sua biografia, como fez com a sua o presidente Bush, em 2001. Logo após os atentados promovidos por 15 cidadãos da Arábia Saudita, Bush garantiu a fuga de 150 sauditas que moravam nos EUA. Tudo muito rápido, para evitar que fossem perseguidos pelos cidadãos americanos. E quem eram os fugitivos sauditas? A família de Osama Bin Laden, autor intelectual e patrocinador financeiro dos atentados que colocaram o Império Americano de joelhos. A família Bush era sócia da família Bin Laden em negócios petrolíferos. 
E Obama com isso? Obama é criticado pelo candidato a presidente Donald Trump justamente por ser descendente de muçulmanos. Enquanto Bush era sócio dos islamitas, Barack Hussein Obama é filho de pai islamita.
Resposta da semana: Hillary Clinton tem em Obama seu principal cabo eleitoral. Se ele vetar a lei que permite aos americanos processar a Arábia Saudita, ajudará a derrotar Hillary e elegerá Trump. Quem viver, dará muita risada em 8 de novembro. Tony Pacheco para a CBN Salvador.




segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Quem mandou vocês quererem viver mais?

Ricardo Líper

Fiquei pasmo com a cara de pau, mas não surpreendido, quando soube que tem gente que está revoltada porque os idosos estão vivendo mais. E a aposentadoria para se pagar aos que estão vivendo mais está em crise. 

Tenho dito que se vocês quiserem viver na realidade é preciso pesquisar o que está em volta de você. 

Pesquisem sobre a aposentadoria aqui e em outros países e por que as pessoas viverem mais ficou um "problema" para alguns países e claro para o nosso que não poderia, devido ao seu perfil, ficar fora disso. 

Vejam a história, as alterações das aposentadorias. Enfim, pesquisem ou vivam sempre no mundo da lua. A opção é sua. Quem não pesquisa não pode reclamar. Quem não se informa com sua própria corda se enforca.


quarta-feira, 7 de setembro de 2016

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

POR QUE O PRESIDENTE FILIPINO CHAMOU OBAMA DE "FILHO DA PUTA"?

 jornal comentado 263 
Terça-feira, 6.9.2016
Coluna GiraMundo, rádio CBN Salvador

toNY paCHEco

Leia abaixo ou use o link para ouvir a coluna da rádio: 

http://www.cbnsalvador.com.br/noticias/single-noticias/noticia/tony-pacheco-fala-sobre-a-polemica-envolvendo-o-presidente-das-filipinas/?cHash=38b53e4bb5f79a04d88adce08e440025 


Amigas e amigos da CBN, bom dia!
Cresce o interesse no presidente filipino, Rodrigo Duterte, que xingou o papa Francisco e o presidente Obama de filhos da... E daí surge a pergunta da semana: o que está por trás do radicalismo deste presidente que manda seus cidadãos matarem traficantes e usuários de drogas?
As Filipinas são mais de 7 mil ilhas e 112 milhões de pessoas, só que 100 milhões nas ilhas e 12 milhões de fugitivos da miséria que vivem espalhados pelo mundo mandando dinheiro para seu país. É quase um irmão-gêmeo do Brasil: país católico com uma classe dominante de mais ou menos 10% que vive igual aos americanos e europeus, e os outros 90% na penúria, com empregos mal-remunerados ou negócios pequenos e informais. É o caldo de cultura para criminalidade, tráfico de drogas e corrupção endêmica na polícia, governo e forças armadas. Duterte, o presidente que venceu as eleições de maio, é um homem de 71 anos que na juventude foi militante de uma organização ligada ao Partido Comunista, que mantém uma guerra civil eterna em algumas ilhas. Ele foi prefeito de Davao, e se orgulha de ter assassinado 1.700 traficantes e usuários de drogas durante os 20 anos em que foi autarca, o título dos prefeitos locais. De acordo com o governo, mais de 600 mil traficantes e usuários de drogas já se entregaram às autoridades desde maio. Mas é tudo jogo de cena. Mentiras oficiais, como assistimos por aqui há alguns anos.

Resposta da pergunta da semana: quando um governo não tem solução para a miséria do seu povo, cria ilusões que parecem estar solucionando, mas só estão aprofundando os problemas. Matar traficante e usuário de drogas vai distrair o povo durante um tempo. Mas nós, brasileiros, acabamos de ver no que dá tudo isso. Os filipinos aguardem o fim trágico do presidente Duterte. Tony Pacheco para a CBN Salvador.

terça-feira, 30 de agosto de 2016

COMO É O IMPEACHMENT MUNDO AFORA?

jornal comentado 262
tonY paCHEco

É a pergunta que está na cabeça da gente. Na nossa coluna de hoje da rádio CBN (GiraMundo), tentamos responder como é nos EUA, na Itália, no Paraguai e comparamos com o Brasil. Ouça usando o link abaixo ou se tiver problemas auditivos, leia a seguir:

http://www.cbnsalvador.com.br/noticias/single-noticias/noticia/tony-pacheco-quer-saber-como-e-o-impeachment-nas-outras-republicas/?cHash=7418b2f9c4c65896b814ece3e6c909c6


Bom dia amigas e amigos da CBN!
E com o impeachment da presidente do Brasil chegando perto do fim surgiu a pergunta da semana: nas outras repúblicas do mundo é comum o impeachment dos presidentes?
No Brasil, desde que nos tornamos uma democracia, em 1985, tivemos só 6 presidentes. Os EUA tiveram 5. Agora, nos países parlamentaristas, como a Itália, neste mesmo período, de 1985 pra cá, os italianos tiveram 18 chefes de governo. Quer dizer, graças ao parlamentarismo, a Itália não deixa o governante esquentar a cadeira nem dois anos.
Mas os EUA são uma república presidencialista igual a nossa e nunca afastou um presidente por impeachment. Tentou contra Andrew Johnson, em 1868, mas ele foi inocentado. Em 1974, Richard Nixon renunciou e o processo não andou. Em 1999, Bill Clinton foi absolvido por um escândalo sexual com uma estagiária, coisa que no Brasil daria, no máximo, uma gargalhada geral da nação.
O Paraguai foi a primeira república presidencialista a realmente avacalhar o impeachment. Em 2012, depois de quatro anos de poder, o presidente Fernando Lugo, um bispo católico don juan que tinha estreita relação com os pobres de seu país, teve o impeachment mais rápido da história: em 48 horas o Congresso paraguaio o afastou e, chorem, só deu a ele duas horas para fazer sua defesa.

Resposta da pergunta da semana: NÃO. Não é comum impeachment de presidentes da República. O quê o Brasil está fazendo, junto com o Paraguai, é desmoralizar o mandato dos presidentes. Já que gostamos tanto de mudar governantes, melhor adotar o parlamentarismo, assim podemos mudar o presidente sem traumas, todo ano ou quando nos der vontade. Tony Pacheco para a CBN Salvador.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

TV ABERTA IGNORA O PROCESSO DE IMPEACHMENT E TRANSMITE DESENHO E NOVELA

JORNAL COMENTADO 261


O BRASIL PEGA FOGO E A GLOBO TRANSMITE UM DESENHO ANIMADO. O SBT UM PROGRAMA DE FOFOCAS. A RECORD UMA NOVELA. E A BAND UM PROGRAMA DE APOSTAS.

Tony paCHeco

É para isso que o Estado Brasileiro dá concessão de transmissão de TV aberta a empresários? Está rolando um processo de impeachment presidido pelo Supremo Tribunal Federal em pleno Senado da República com a presença da presidente Dilma no banco dos réus. Isso não é motivo para transmitir para o povo? É, vou rasgar meu diploma de Jornalismo.

É um círculo vicioso alimentado pela mídia. O povo é ignorante porque não discute assuntos de seu interesse. E não discute assuntos de seu interesse pois é ignorante. E quem é que constroi esta ignorância? Os meios de comunicação que estão nas mãos de políticos e empresários que querem o povo na mais profunda ignorância. E eu, como jornalista, estou aqui para denunciar isso.


Esta era a programação de hoje à tarde durante o impeachment no Senado presidido pelo STF