Filmes Comentários

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

OBAMA REATA COM OS IRMÃOS CASTRO: O QUE ESTÁ POR TRÁS DISSO?

JORNAL COMENTADO 203
tonY PachEco
10:32 - 23.12.2014 - Terça-feira

"O que está por trás do reatamento EUA-Cuba?"
Rádio CBN Salvador
(programa "CBN Primeira Edição)


Em nossa coluna GiraMundo, da rádio CBN Salvador, programa de Emmerson José e Alex Ferraz, analisamos o que está efetivamente acontecendo com a mudança nas relações diplomáticas entre Obama e os irmãos Castro. Ouça usando o link abaixo:




Se concordar, discordar ou tiver outra opinião a respeito, clique em "comentário" no rodapé desta nota e participe.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Onde estão os manifestantes?

Ricardo Líper




1 - Eu pensei que não iria mais ficar boquiaberto com o que pode acontecer no Brasil. Mas confesso que fiquei surpreendido. Eu nunca pensei que poderiam empresas brasileiras ter a coragem de fazer o que fizeram. A primeira coisa que pensei foi que nunca poderiam ter feito uma coisa dessa. Fiquei com pena de algumas pessoas que perderam sua honra ao fazerem uma coisa assim. Mas o que mais me surpreendeu foi a quantidade de dinheiro que desviaram deste pobre e miserável País. Ai eu entendi porque não temos boas escolas, quase nenhuma segurança, nem hospitais ou mesmo qualquer tipo de atendimento médico sério. Nem com os planos de saúde se escapa ao caos da saúde no Brasil. 

2 - Surrupiaram o equivalente à arrecadação bruta de em torno de 36 países.

3 - E uma coisa misteriosa: o povo, os que fizeram tantas passeatas, nem um ato pacífico de repúdio foi feito.

4 - Vivemos em um país comédia. Um país sem futuro.

5 -  É impressionante como esses que efetuaram essa alta traição ao Pais se julgam homens. Quer dizer, porque alguns, quem sabe, "comem" mulheres e por isso se acham homens. Nunca foram. Homem não rouba. Não trai, não mente, não faz esse tipo de vilania. Meter o pau em uma boceta não faz nenhum sujeito corrupto um homem. Afinal, ser homem é ter honra e ter honra é ser honesto, pelo menos desde que masculinidade foi criada e é um critério de todas as sociedades.
No Japão a única coisa esperada de um homem nessa situação que eles se encontram é um harakiri.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

POR QUE POLICIAIS BRANCOS MATAM NEGROS NOS EUA?

POLÍCIA BRANCA RACISTA DOS EUA MATA NEGROS ENQUANTO UM NEGRO GOVERNA NA CASA BRANCA

JORNAL COMENTADO 202
8:31 - 11.12.2014 - Quarta-feira

TonY pAcheCo
O presidente dos EUA é o afrodescendente Barack Obama e o prefeito de Nova York apesar de eurodescendente, é casado com uma negra e tem filhos negros, mas nada disso está impedindo a Polícia branca e racista de Nova York de encarar os negros como sempre encarou: como bandidos em potencial que devem ser tratados à bala. 
Este é o tema da nossa coluna GiraMundo desta semana no programa ancorado por Emmerson José e Alex Ferraz na rádio CBN Salvador. Ouça no link abaixo e deixe sua opinião: 


http://www.cbnsalvador.com.br/noticias/single-noticias/noticia/colunista-tony-pacheco-fala-sobre-o-racismo-presente-na-policia-norte-americana/?cHash=55813720b6f496d68ac2c266c52d5eca

domingo, 9 de novembro de 2014

ALMODÓVAR PRODUZ "RELATOS SELVAGENS". UM FILME QUE MOSTRA O QUE VOCÊ FARIA/FARÁ QUANDO OPRIMIDO AO EXTREMO

tonyPaCheco

JORNAL COMENTADO 197
09.11.2014 - 10:04

"RELATOS SELVAGENS": OBRA-PRIMA PRODUZIDA POR ALMODÓVAR QUE ESTÁ PASSANDO BATIDO. VEJAM ESTE CANDIDATO AO OSCAR. É DEMAIS!!!

Você quer entender porque tanta mulher e tanto marido se esbofeteiam? Quer entender porque tantos policiais, agentes de trânsito e juízes tomam tiros sabe-se lá de onde? Você quer entender porque a menina lá de São Paulo que casou com a outra matou os pais? Se tem CORAGEM, vá assistir este filme. O elenco é a nata do cinema argentino. São seis pequenos filmes independentes. Todos mostrando o GRITO DE LIBERDADE que damos sempre que somos oprimidos. Em resumo, a luta do Id contra o Superego. Vocês minhas amigas e amigos, não podem perder. É sucesso na Sala Vivo do Itaigara e no Itaú Glauber Rocha da Praça Castro Alves. Segundo professor Ricardo Líper: "opera prima!"

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Vou votar novamente em Dilma

Ricardo Líper

A pior coisa do mundo é um sujeito regrado. Quer dizer, acostumado a seguir mandamentos. E esse tipo de sujeito está em toda parte. Tem pessoas que quando seguem um pensamento seguem ao mesmo tempo as regras dele de forma inflexível. Mas a realidade é que as conjunturas mudam e não existem regras que podem dar conta de tudo. 

Bem, eu não acredito que o neoliberalismo é um sistema de governo que pode trazer qualquer benefício a um país. O benefício é apenas para os que vivem ou as custas do Estado ou farão negociatas. 

O que sei é que quando surgiram Lula e o PT, um acadêmico estava acabando o País, sufocando todos com salários miseráveis.  Quem era Lula e PT a não ser um partido que não se esperava que chegasse ao poder tão rapidamente? Foi o horror do neoliberalismo que fez a todos elegerem Lula. Agora, querem que eles voltem para o arrocho dos que não são parentes nem correligionários, a sangria de todos os serviços sociais e, talvez, a sua eliminação. O que mais me constrange é ver velhos saudosos da ditadura militar irem votar no neoliberalismo. 

Eu estou isento de viver satisfazendo regras. Estou fazendo campanha e vou votar em Dilma porque sempre mantive minha autonomia para criticar e não concordar com nenhum partido. Mas não posso ficar de braços cruzados. E atenção não pense que votar nulo ou em branco é a solução. A descrença existe, eu sei, mas é preciso nesse momento impedir que o que existe de mais equivocado possa voltar ao poder.  

domingo, 28 de setembro de 2014

Vou votar em Dilma


Eu gosto do estilo simples e seguro dela



Ricardo Líper

Eu sou a pessoa mais isenta de interesses para dizer que vou votar em Dilma e pedir seu voto para ela. Apenas não sou burro. O PT, como todo partido de frente ampla, tem grupos agressivos que me agridem e a meus amigos e a esse blog sistematicamente. No meu entender, burros também. O PT nunca me deu nada, ao contrário, só  veta a mim e aos meus amigos mais chegados, em tudo que fazem. E aí você me pergunta por que eu vou votar em Dilma?

1 - Eu não consigo acreditar nos outros candidatos. Sempre estiveram nas  tetas do poder e durante anos nada fizeram, muito pelo contrário, só levaram o País à falência e enriqueceram. Ou vocês já esqueceram, seus cretinos, da nossa imensa conta com o FMI?

2 - Todas as pessoas que me disseram que vão votar nesses politicos anteriores ao PT, eu conheço e sei que são canalhas. A não ser os que são de uma ingenuidade de uma criança de cinco anos. Os sem noção. Não posso me  associar a canalhas porque não sou nem gosto de canalhice.

3 - A nossa presidente é uma grande lutadora,  informada, segura, experiente, lutando sozinha até, talvez, não sei, até dentro do próprio partido. Dentro do possível, tem feito o que pode. E olhe, eu tenho  a receber, há um ano, um resto a pagar, mas não posso votar contra essa mulher que tem feito coisas importantes para melhorar a vida de todos e, principalmente, os despossuidos. Sem ela aqui nessa pocilga chamada Salvador, jamais eu entraria em um metrô. Os governantes durante anos, os mesmos que querem voltar ou já voltaram, às suculentas tetas do poder, nunca o fizeram. Não sei o porquê. Procurem saber o motivo antes de votar.

4 - Ela luta sozinha.

5 - Não sou burro e sei que no governo  do PT e de Dilma o populacho teve um salário mínimo melhor. A  Bolsa Família ajuda e muito os miseráveis. Quem é pobre e não votar em Dilma é burro em primeito lugar e não tem memória dos governos anteriores e. antes de mais nada, ingrato. Um abestalhado irresponsável. Tem que votar e fazer campanha. 

6 - E aos canalhas que ficam dizendo que a Bolsa Familia é isso e aquilo não venham me dizer essas coisas que meu ouvido não é latrina. Aliás, eu vou deixar de falar com essas pessoas para não me irritar.

7 - As pessoas que querem ter o elementar direito, meu caro Watson, de sentir o prazer sexual com quem  quiser, desde que consensual e maiores de 18 anos, têm a obrigação de votar em Dilma. Ser livre para sentir prazeres sexuais,  sem a intervenção de  carrascos, sádicos, hipócritas, fascistas, em geral envolvidos em corrupções financeiras, ladrões, portanto. Portanto, se não votarem em Dilma, na minha opinião, não passam de judeu votando em Hitler na Alemanha Nazista querendo ir para o campo de concentração. Não estou me referindo só a quem gosta do mesmo sexo. Espere aí, falo a todos que querem o direito elementar de que adultos escolham o que fazer para sentir prazer sexual e amar alguém ou ninguém ou seja lá o que for sem os psicopatas de plantão resolverem o punir para dar vazão à neurose sádica da imensa vontade de perseguir o semelhante. Ou por canalhice cultivada desde criança e/ou vontade mesmo de perseguir os outros. Se sente feliz de fazer isso com uma Bíblia ou com qualquer coisa nas mãos. Na boca, desses doentes, até Cristo ficou homofóbico. O que eles querem não é sexual somente eles querem é perseguir os outros porque são canalhas fascistas ou psicopatas  que precisavam se curar. Cristo como autoajuda e para o psicopata sentir o prazer de maltratar os outros sob esse pretexto. Eles perseguem todos os outros religiosos, ficam à espreita de todos para os perseguir seja o que for em que acreditam. Vi um idiota desses perseguindo até quem joga tarô. Se tivesse poder, prenderia quem joga tarô.


8 - Peço a todos que deem um voto de confiança à nossa equilibrada e lutadora Presidente para salvar o nosso País de velhacos que estiveram sempre destruindo o Brasil e, esses sim, envolvidos sempre nas mais violentas velhacarias. Basta ler nossa história recente.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

ESCÓCIA PODE SE TORNAR UM DOS PAÍSES MAIS RICOS DO MUNDO

JORNAL COMENTADO 194
10:09 - 16.09.2014 - Terça-feira

tOny paCheCo

"Será o fim do Império Britânico depois de 300 anos?"
(coluna "GiraMundo", programa "CBN Salvador 1ª Edição")
Se a Escócia sair, o Reino Unido realmente será enterrado depois de 307 anos

Na próxima quinta-feira, dia 18.09.2014, a Escócia participa de um plebiscito que pode libertá-la do jugo da Inglaterra depois de 307 anos de submissão. Se optar pela independência, se tornará um dos mais ricos países do mundo, pois tem as maiores reservas de petróleo da União Europeia. Confira na nossa coluna GIRAMUNDO, do programa "CBN Salvador Primeira Edição", ancorado por Emmerson José e Alex Ferraz. É só clicar no link abaixo pra ouvir:

http://www.cbnsalvador.com.br/noticias/single-noticias/noticia/sera-o-fim-do-imperio-britanico/?cHash=f033382cbad2094093c91b64b205f35


Depois de ouvir, dê sua opinião, contra, a favor ou muito pelo contrário no link "Comentários".



sábado, 13 de setembro de 2014

Filme que vai estrear em 2 de outubro: imperdível pra quem vai votar...

Ricardo Liper




https://www.youtube.com/watch?v=bndlriD5Gek


A descrença, a falta de opção, é um fato. Mas grande parte do povo merece o que está passando.

Nós temos um partido socialista que tirou da sua agenda qualquer coisa contra a homofobia.

Nós fizemos uma copa e nosso time perdeu. Tudo bem, mas a forma de perder foi no mínimo uma grande comédia.

Existe uma cidade, neste pais comédia, condenada à tragédia,  coitada, que nunca teve outro meio de transporte a não ser carroça, os piores ônibus do mundo, e táxi. Quando fez um metrozinho dizem que tem briga entre autoridades para funcionar. Mas o escandaloso não é isso, é o povo votar naqueles que o condenam à miséria geral e absoluta até para poder ter, depois de uma década, u metrô. Vão votar naqueles que sempre o condenaram a andar nos piores ônibus do mundo.

Assim sendo, estamos condenados ao caos e esse filme me parece mais uma possibilidade de rirmos de nossa própria miséria que é o que podemos fazer.

Um sujeito que pratica a sodomia, como a igreja chamava um dos aspectos da liberdade sexual, me disse que ia votar em um partido que  virou homofóbico. Liberdade sexual. Qualquer outro nome é repressão e nazismo, pura e simples. Sim, ou se é livre ou não se é. Se você, sem fazer mal a ninguém, não estuprando, não querendo menores de 18 anos para gozar, não puder escolher como e com quem vai gozar, está vivendo uma ditadura sexual. É o nazifascismo erótico. Pois bem, o sujeito me ligou e disse que ia votar em um partido, coisa da nossa comédia brasileira, único com o nome de socialista no mundo a fazer isso, cuja cúpula é contra a liberdade sexual, me disse que ia votar nesse partido. Eu respondi a ele de imediato. Vote também, procure. pelo amor de Deus, em todos os candidatos crentes. E quando for assassinado pela a homofobia generalizada do país, mande algum amigo seu me informar qual a flor que você sempre  gostou pra eu mandar uma coroa...

Um jovem foi massacrado de forma violenta e torpe em Goiânia. Um prédio foi incendiado no Rio Grande do Sul porque iriam ter um casamento também de pessoas do mesmo sexo. Vão apurar e prender os suspeitos? Rsrsrsrsrsr. Engasguei de tanto rir.

Meus amigos leitores, vamos ver esse filme para rirmos muito e quem puder saia desta pocilga chamada Brasil...

No trailer eu já chorei de rir. Por isso coloquei o trailer para vocês. Cadê os intelectualoides que gostam de filmes "profundos" que ninguém entende, só eles que dormiram metade do filme??? Por que não dão logo um prêmio e fazem resenhas nas revistas cult que só eles compram e, muitas vezes, nem as abrem? Exigimos prêmios para O CANDIDATO HONESTO!!!

terça-feira, 9 de setembro de 2014

PARLAMENTARISMO É USADO NOS PAÍSES MAIS RICOS, MAIS DEMOCRÁTICOS E MENOS CORRUPTOS

SÓ PAÍSES MENOS DEMOCRÁTICOS E MAIS CORRUPTOS USAM ELEIÇÃO DIRETA

JORNAL COMENTADO 193
09:04 - 09.09.2014 - Terça-feira

tonY PaCHeco

"Para um país ser democrático é preciso eleger o governante diretamente?"
(coluna Gira Mundo, Programa CBN Salvador Primeira Edição)



Na nossa coluna GIRAMUNDO, do programa CBN Salvador Primeira Edição, de Emmerson José e Alex Ferraz, duas pesquisas de deixar as barbas dos brasileiros de molho: os países mais democráticos, ricos e sem corrupção são justamente os parlamentaristas, onde o governo pode ser derrubado a qualquer momento, e não os países como Brasil, Zimbabwe e Paraguai, onde a eleição é direta e o presidente fica 4 ou 5 anos fazendo bobagens. Confira e dê sua opinião nos blogs http://jornalcomentado1.blogspot.com e 
http://osinimigosdorei3.blogspot.com

Clique no link abaixo e ouça a coluna, depois dê sua opinião aqui no blog clicando em "...comentário":

http://www.cbnsalvador.com.br/noticias/single-noticias/noticia/para-um-pais-ser-democratico-e-preciso-eleger-os-governantes-democraticamente/?cHash=163fe6ac4b120e955fed1ed73f37f711


terça-feira, 2 de setembro de 2014

CRISTÃOS DE DIREITA AMEAÇAM A PAZ TANTO QUANTO OS MUÇULMANOS

JORNAL COMENTADO 192

08:08 - 02.09.2014 - Terça-feira

tOnY paCHeco

"É só o Islamismo que ameaça a paz mundial?"
(coluna GiraMundo, CBN Salvador - Primeira Edição)

RELIGIÕES AMEAÇAM DEMOCRACIA NO MUNDO INTEIRO, 
NÃO SÓ NOS PAÍSES ISLÂMICOS.

Na nossa coluna GiraMundo, do "CBN Salvador Primeira Edição", programa de Emmerson José e Alex Ferraz, uma reflexão sobre o avanço das religiões sobre a política e a ameaça às liberdades democráticas, no mundo inteiro, dos EUA ao Brasil. Clique no link abaixo, ouça e dê sua opinião - contra, a favor ou muito pelo contrário:

http://www.cbnsalvador.com.br/noticias/single-noticias/noticia/e-so-no-oriente-medio-que-a-religiao-causa-tanta-discordia/?cHash=b9fa6b79878a6ce8c97e6fef808f7946


 Lutero dizia que os que não aceitassem sua religião protestante, como os judeus e os católicos, deveriam ser eliminados e seus bens deveriam ser tomados

Neste quadro, a católica Catarina de Médici olha os protestantes que mandou matar durante o Massacre de São Bartolomeu na França

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Mídia engole 500 mil mortos mas engasga com meia-dúzia

tonY PACheco

JORNAL COMENTADO 191
10:25 - Quinta-feira, 28.08.2014 

MÍDIA FALA DE MEIA-DÚZIA MORTA PELO EBOLA E ESQUECE 500 MIL MORTOS EM DARFUR PELO DITADOR DO SUDÃO

("CBN 1ª Edição", com Emmerson José e Alex Ferraz)
Nossa coluna "GiraMundo" do "CBN Primeira Edição" de Emmerson José procura desvendar por que a mídia cuida de pequenos conflitos e "esquece" genocídios. Confira no link abaixo:

Omar Al-Bashir, queridinho dos ditadores árabes, responsável por meio milhão de mortos em Darfur, oeste do Sudão

sábado, 23 de agosto de 2014

Desculpe, ODEBRECHT, mas a nova Barra não ficou bonita não!!!

tonY pAcheco

Horror é o piso cinza com detalhes preto e vinho, que virou marrom com a areia.


Não acredito em projeto arquitetônico nem em maquete e por isso fui ver a Nova Barra hoje. Do Farol ao BarraVento (agora em ruínas), o piso é feio. O cinza predomina e alguns vasos gigantes têm plantas SEM FLORES. Sugestão: espalhem floreiras com HIBISCUS. Esta flor que conhecemos como "GRAXEIRA" 
é espetacular, dá o ano inteiro (sic). Pior ficaram os coqueiros: antes a gente não notava, porque era tudo um caos. Agora percebemos que aqueles coqueiros são feios e raquíticos. Sugestão: plantem PALMEIRAS IMPERIAIS. Elas têm folhagem abundante e não têm coco pra cair na cabeça de ninguém. São magníficas (vide Jardim Botânico, no Rio). O piso cinza com detalhes pretos é UM HORROR de ARIDEZ. Agora, não tem mais jeito. Sugestão: arranjem um jeito de COLORIR a obra porque do jeito que tá é MEDONHA. Só ficou mais bonitinha no Largo do Porto da Barra, onde há um jardinzinho. No conjunto da obra NÃO HÁ BELEZA.

SUGESTÕES: CRITICO A ESCURIDÃO E ACENDO UMA VELA...

 O Hibiscus, que nós baianos e baianeiros chamamos de "Graxeira", tem uma variedade infinita de cores e dá o ano inteiro. Espalhem floreiras com Hibiscus para dar vida à ARIDEZ DA OBRA como ficou...

Os coqueiros entre o Farol da Barra e o Barravento estão raquíticos, muito feios mesmo. Melhor substituir por Palmeiras Imperiais, como as da foto. São magníficas e formariam uma alameda digna dos melhores destinos turísticos do mundo.

quinta-feira, 31 de julho de 2014

VARELA DETONA: "BRASIL NÃO TEM PARTIDOS, TEM QUADRILHAS".

tonY paCHeco

"Varela chama partidos de quadrilhas"
("Balanço Geral", TV Record, 31.7.2014, 7h15)

O radialista Raimundo Varela, um homem da grande mídia, diz em seu programa de hoje exatamente o que o povo pensa. É uma catarse! E ainda adicionou a trilha sonora, a tradicional "Se gritar pega ladrão!".
Confira o link, pois a música é memorável:

https://www.youtube.com/results?search_query=se+gritar+pega+ladrao+n%C3%A3o+fica+um+meu+irm%C3%A3o

Confira a letra do fundo musical:

                 "Reunião de bacana"

Fundo de Quintal

Se gritar pega ladrão
Não fica um meu irmão
Se gritar pega ladrão
Não, não fica um
Se gritar pega ladrão
Não fica um meu irmão
Se gritar pega ladrão
Não, não fica um...
Você me chamou
Para esse pagode
E me avisou
Aqui não tem pobre
Até me pediu
Prá pisar de mansinho
Porque sou da cor
Eu sou escurinho...
Aqui realmente
Está toda nata
Doutores, senhores
Até magnata
Com a bebedeira
E a discussão
Tirei a minha conclusão...
Se gritar pega ladrão
Não fica um meu irmão
Se gritar pega ladrão
Não, não fica um
Se gritar pega ladrão
Não fica um meu irmão
Se gritar pega ladrão
Não, não fica um...
Lugar meu amigo
É minha baixada
Que ando tranqüilo
E ninguém me diz nada
E lá camburão
Não vai com a justiça
Pois não há ladrão
E é boa a polícia...
Lá até parece
A Suécia bacana
Se levam o bagulho
Se deixa a grana
Não é como esse
Ambiente pesado
Que você me trouxe
Para ser roubado...

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Dinheiro

Ricardo Líper

Tenho observado que todos os partidos, e, acredito, em quase todas as partes dos mundo os seus membros, como todos nós, só gostam de dinheiro. Daí  vou fazer a analítica do dinheiro e da política partidária. 

1 - A filosofia é uma crítica das idéias e de como elas interpretam as coisas. Por isso a análise crítica dos fatos é que trazem a entendermos o que ocorre em nossa volta. 

2 - Marx já tinha percebido que tudo é o dinheiro. E dividiu, o que se fala para justificar ganhar dinheiro, convencendo o outro que não gosta de dinheiro. Quando na realidade o dinheiro é que está na raiz de tudo. Chamou dizer para si e para os outros que não gosta de dinheiro de ideologia e, hoje, os mais jovens filhos do povo em geral, chama de baratino. 

3 - Existem dois tipos de se lidar, nesse contexto, com o dinheiro. O que sabe que só gosta do dinheiro e usa o discurso para conseguir mais dinheiro dos ingênuos e o que o faz inconscientemente. Surge aí a análise freudiana. Alguns conseguem acreditar no que falam ideologicamente. Na realidade, inconscientemente, só querem é dinheiro. Daí se ajustam a todas as formas de alianças para não perder o poder porque para um político, em sua profissão, só pode ganhar dinheiro se estiver no poder. O que sublima o desejo de ganhar dinheiro por uma ideologia ou mil justificativas pessoais e políticas é que o faz acreditar que está fazendo o bem da humanidade e não só ganhar dinheiro.

4 - Diante disso acho tolice se ficar discutindo ideologias, comparando partidos, achando ou deixando de achar. Deixem as coisas rolar. Eu não tenho nenhum interesse, a partir dessa epifania, de me interessar sobre os pensamentos filosóficos e as justificativas dos políticos. 

5 - Vamos,portanto, todos ganhar dinheiro. A sociedade é capitalista e a jogada é essa. A mudança das injustiças e do caos que vivemos só ocorrerão quando os interessados na mudança se organizarem e pressionarem esses políticos, sejam de que partidos forem, para, interessados em ganhar dinheiro, cederem as reivindicações. Foi por isso que, sem querer esperar a utopia prometida por alguns desses partidos e de seus políticos, as mulheres criaram o feminismo, os que gostam do mesmo sexo as lutas pela sua liberdade, os negros e outras culturas também. Quando um político, mesmo homofóbico, racista, no fundo da alma, percebe que a população que vota não quer mais homofobia, racismo, bater na mulher ele se diz não racista, a favor do feminismo e do casamento entre pessoas do mesmo sexo. Porque o que lhe interessa é o voto e voto o leva ao poder, quer dizer, o emprega e é, portanto, dinheiro que ele vai ganhar. Da mesma maneira que eles fazem acordos, que eles unem partidos devemos também fazer o mesmo sem ser político profissional:  Votar em que lhe beneficiar ou não votar em ninguém porque você não precisa porque ganha seu dinheiro com sua profissão que lhe dá o sustento. Agora, se sua empresa mama nas tetas do poder faça até campanha. Sou inteiramente a favor de se ganhar dinheiro. Essa é a grande intuição de Marx: tudo é o dinheiro. E o melhor é quando o ideal e as utopias como socialismo, democracia leva a ganhar dinheiro. Isto é, outros baratinos, para levar os otários a garantir o emprego dos candidatos para ele ganhar dinheiro. A realidade da vida é apenas essa coisa tão simples: todos gostam de dinheiro. Só pense em ganhar dinheiro honestamente que é melhor do que no crime porque sendo desonesto você pode ser descoberto e perde a paz de sua vida. Siga as leis e as obedeça fielmente. Se você tiver muito dinheiro partidos, governos não passam de comédias. Isto é, no vocabulário real do brasileiro, indivíduos profisionais em comediar uma população. Se não entendeu o que escrevi chame uma pessoa do povo que ela explica o que é. O resto e o vento levou. 


segunda-feira, 28 de julho de 2014

Nunca fomos uma democracia e não somos atualmente

Ricardo Líper

O Brasil nunca foi uma democracia. O que existe é uma maquiagem de democracia. Sei que existe uma constituição, que votamos, mas entra e sai governo e continua a ditadura amarronzada por detrás da vida cotidiana que nos oprime.

Vou mostrar como essas pequenas atitudes e regras autoridades e mesmo leis criam uma ditadura disfarçada de democracia.

Um pequeno exemplo:  o reconhecimento de firma. Só existem, me parece, aqui e no Egito.

A finalidade você perder tempo no cartório. É uma tortura ditatorial isso. Se apropriam do seu tempo para ser feliz e o encerra na infelicidade de um cartório. E você paga, quer dizer, lhe tira seu dinheiro conseguido na maioria das vezes, com muito sacrifício. Continua no próximo capítulo.

domingo, 27 de julho de 2014

Correios

Ricardo Líper

Estudo Foucault entre outros filósofos.  Filosofia contemporânea. Ensinarei no próximo semestre Filosofia Contemporânea. Não encontrei o livro nas bibliotecas de Salvador, que por ironia se chama Por uma vida Não fascista abaixo o código dos correios: http://websro.correios.com.br/sro_bin/txect01$.QueryList?P_LINGUA=001&P_TIPO=001&P_COD_UNI=RE712051026BR.

Comprei pela estante virtual. Até agora não recebi esse livro. Não sei quando vou receber.

A pergunta é: devo ficar calado? Devo ser compreensivo? Não poder trabalhar alguns dos artigos desse livro, de professores estudiosos de Foucault, com meus alunos porque não consegui nem nas bibliotecas nem através dos Correios um livro que eu comprei com meu dinheiro para já, pacientemente, consertar a falta de boas bibliotecas?
 Não se pode, então, nem desabafar porque aí estamos contra  a ou b de tal ou qual partido?

Afinal estamos ou não em uma ditadura, um patrulhamento, em uma tentativa de amordaçar quem nem discorda totalmente de um grupo ou outro, mas não pode ficar calado diante das injustiças vividas cotidianamente que nos prejudica e a terceiros?

Eu nada tenho a ver com partidos. O meu problema é quando me agridem. Acho isso uma agressão. Não nasci para ser agredido, espezinhado, atrapalhado no meu trabalho que levo a sério e tenho o testemunho dos meus alunos. Logo esse blog tem essa função porque a internet permitiu, finalmente, a verdadeira  livre expressão da verdade.

sexta-feira, 25 de julho de 2014

ALGUÉM DO PT PODE ME RESPONDER?

toNY pachECO
Vejo no Facebook e em toda a mídia, acusações de partidários do PT de que "azelitebranca" é quem está revoltada, pois o povo "está feliz". Quero contar três coisas que estão acontecendo dentro de minha casa e perguntar ao PT se eles têm uma resposta:
1) DETRAN - Inventaram uma "vistoria anual" pra carro com mais de 10 anos. Isto é, carro de quem é pobre e não tem dinheiro pra comprar um carro novo. Quando você chega no DETRAN descobre que tem que acordar 4 da madrugada pra ser atendido, depois de uma fila quilométrica a céu aberto. Lá pelas 11 da manhã você chegará ao guichê. E deixa uma dinheirama em "placa nova" obrigatória, taxa disso e taxa daquilo. E um mau atendimento de ARREPIAR... A quem interessa penalizar o proprietário de veículo antigo? Alguém no governo que quer obrigar o cidadão a comprar um veículo novo. Talvez... Aí tem... Ou é "azelite branca"?
2) SAÚDE - A Secretaria da Saúde da Bahia está marcando pra daqui a um ano exames emergenciais de pessoas com 70 ANOS DE IDADE. Está acontecendo aqui dentro de casa e ainda quer obrigar a pessoa idosa a pegar filas de madrugada pra conseguir senha. Isso é coisa "dazelitebranca" ou é o governo do estado que insiste em não funcionar?
3) CORREIOS - Esta vai para a Dilma, pois esta estatal é do governo federal. Há mais de um mês os Correios na Bahia não entregam correspondência em dia. Documentos importantíssimos estão deixando as pessoas inadimplentes com seus seguros-saúde, cartões de crédito, licenciamento de carro, enfim, estas coisas que nós pobres vivemos 365 dias por ano ATOLADOS pagando. Hoje (25.7), por exemplo, recebi uma fatura vencida em 2 de julho... Isso é coisa "dazelitebranca" ou simplesmente estão DESMORALIZANDO OS CORREIOS PRA DEPOIS PRIVATIZAR? 
Não tenho resposta para estas questões. O que sei é que "a direita", DESTA VEZ, não precisa fazer propaganda nenhuma. As pessoas JÁ NÃO AGUENTAM MAIS tanta falta de competência e tanto DESPREZO por nós, cidadãos pagadores de contas. 
Em tempo: votei em Lula no primeiro mandato e votaria de novo em Dilma, Rui ou qualquer outro do PT, sem nenhum problema. EU SÓ QUERIA QUE O ESTADO BRASILEIRO FUNCIONASSE. Só isso. E ISSO EU NÃO TÔ VENDO. 


Annefrankismo

Ricardo Liper

Estou cada vez mais entusiasmado com o annefrankismo. A arte de narrar o seu sofrimento na relação de poder com empresas públicas ou privadas assim como tudo que nos afeta. É um diário das nossas injustiças sofridas. É uma terapia e um estilo de literatura. Estilo de literatura porque não é só um diário, mas um diário seletivo do que os outros nos fizeram que gerou sofrimento e nos afetou.  Nunca pensei que poderia criar uma nova terapia, se é que é nova. Não é nova porque muitos a praticavam sem saber que pode ser uma excelente terapia para o corpo e para alma. Eu pretendo ampliar e oferecer, gratuitamente, um método para as pessoas aliviarem o estresse, talvez a depressão, e serem mais felizes. Outra coisa importante, que é responsabilidade nossa: estamos contribuindo para os pesquisadores sociais, para os historiadores com dados fornecidos para eles pesquisarem para constituir a imagem de uma empresa, talvez de um país, talvez até de um governo. Vocês não podem imaginar como é importante a prática do annefrankismo. 

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Correios em Salvador

Ricardo Líper
Uma das coisas que acho mais importante é narrar o que acontece de ruim comigo. Além de contar a todo mundo oralmente, narrar como um estilo de literatura que não sei se já está catalogado. O narrar suas dificuldades impostas pleos outros, por grupos ou empresas. Anne Frank, com o seu diário, no meu entender, fez um trabalho importantíssimo. Recentemente vi também um filme excelente baseado em fatos reais que foram narrados em um livro sobre como um negro livre foi escravizado de novo. Espetacular. Não deixem de ver Anos de Escravidão baseado nesse livro que é a historia real de Solomon Northup. Ele escreveu sobre suas torturas e injustiças, depois, quando conseguiu se libertar. Acho isso um tipo de literatura muito importante porque desnuda a injustiça pura e simples. O que mais gostei nesse filme foi uma cena em que o dono dos escravos, que os explorava debaixo das mais violentas atrocidades, os reunia e lia a Bíblia. A perversidade, as relações de poder, transcendem e se exercem sob qualquer bandeira, ideologia e religião. Ela é por si só completa. Não precisa justificação. Outra coisa: suas explicações não importam. Nem precisa se saber se suas justificativas são mentiras, ideologias. O que interessa é a injustiça, o prejuízo causado ao outro seja sob que pretexto seja. 
Então estou narrando aqui minhas dificuldades quando não recebi mais minhas contas para pagar e nem os livros que comprei na Estante Virtual. Ou seja, recebi um depois de um mês e não sei se receberei os outros, ou melhor, quando receberei. O fato é esse. Não me interessam as explicações. O que me interessa é que eu fui afetado, sofri com isso, tive uma série de contratempos e não posso nem devo deixar passar assim sem nenhuma reação. É preciso registrar e isso estou fazendo. 
Então estamos aqui ampliando esse estilo de literatura que é narrar, sem comentários ou explicações, aquilo que nos afeta. Não interessa quem fez, qual sua cor, qual sua crença, qual sua maneira de pensar, a que partido pertence nem como explica sua negligência, sua falta de respeito ao outro, suas mentiras ou verdades que não os inocentam. Narra-se apenas o fato. Sugiro também que façam isso. Narrem por escrito, datado. Vocês não imaginam como isso é importante. Narrar simplesmente. Apenas narre não precisa aumentar, não precisa caluniar. Hoje podemos narrar na internet. Não me interessa o que ocorreu para eu não receber meus livros comprados, os boletos de minhas contas e o sofrimento infligido contra mim. Empresas privadas ou estatais visam ganhar dinheiro. E para isso fazem tudo que podem. Assim são criadas e assim operam. É um fato. Portanto, o que elas falam não me interessa. A questão não é ela se explicar se está mentindo ou não. Não lhes dou essa chance. Não quero que alguém me explique o que faz. Só me interessa narrar o que me prejudicou. Se me prejudicou eu conto. Se me afetou eu conto. Por que ficaria calado?  O sofrimento infligido pelo outro à nossa pessoa deve ser narrado. Apenas isso: contado por escrito, para ficar para a eternidade, o que ocorreu com a gente. Um diário de nossas adversidades infligidas pelos outros.  Faz mal você sofrer calado. Todo seu corpo sofre e também o seu sistema imunológico. É uma terapia narrar. É a conselho médico, portanto. Aliás muita gente paga caro a um terapeuta para narrar as suas injustiças e maldades que as estão afetando. Eu prefiro criar uma terapia nova: narrar o que me afeta para todos na internet ou nos meios que puder pra divulgar e, o mais importante, registrar para a eternidade para os pesquisadores do futuro. Vamos praticar o  annefrankismo.
Agora, um detalhe, conserve ou gere documentos para confirmar o que você está contando e só fale e descreva o que lhe aconteceu, de fato, friamente, sem aumentar ou diminuir, citar nomes de pessoas ou interpretar o que fizeram com você. Lembrem-se nesse diário de seu sofrimento que só importa narrar os fatos pura e simplesmente. Apenas isso. Não ofenda. Seja delicado com os funcionários. Mas narre o que lhe aconteceu porque é uma questão médica que fará muito bem a seu corpo. A narração pública de seu sofrimento motivado por empresas públicas ou privadas é uma das melhores terapias e remédio para evitar ansiedade, depressão. Como o povo diz: desabafe. Ah! que alívio.  

quarta-feira, 9 de julho de 2014

O que é a direita brasileira

Ricardo Líper

Me permitam pular uma conceituação tradicional de direita e esquerda. Vou escrever como senti a necessidade de definir o que entendo como a direita neste país em que vivemos.

1 - Nosso país é capitalista. Embora hoje não se fale mais assim. Capitalismo é simples de entender. Conseguir a qualquer custo dinheiro, capital, para, ao acumular, explorando os outros, se sentir seguro e viver melhor do que os outros que o próprio capitalista subjuga. Simples de ser entendido. Se entende também que a direita defende esse sistema econômico, gosta dele e faz tudo para produzir o capitalista perfeito. 

2 - Vivemos, durante nossa história, ditaduras desde o descobrimento. A democracia é muito recente, nova. Foi descontínua e só agora, com todos os seus defeitos e com uma grande herança de ditaduras e seus traços, como burocracias sufocantes e possibilidade de opressão oficial baseadas nessas leis burocráticas, se vive uma mescla de democracia com ditadura. É nessa mescla que na parte das leis ditatoriais a direita se aloja. 

3 - Na atualidade, surgiu o individuo de direita.  Qual é o perfil desse sujeito? O que é que ele pensa? O que ele faz? 

4 - Ele não tem uma ideologia e nem se diz, muitas vezes, de direita, conservador. Porque, na realidade, ele não pensa. Ele apenas quer dinheiro e para isso não hesita em fazer todo tipo de crime. Sim, crime. Porque usar um pistolão para empregar seus filhos, parentes e amantes no serviço público é um crime que atravessou os séculos de nossa história e chegamos ao que chegamos: uma país subdesenvolvido onde sua população vive na miséria, não há saúde, não há escolas, não tem segurança para se sair de casa nas cidades brasileiras porque os destituídos estão em guerra civil permanente contra seus opressores. 

5 - Bem, mas vamos entender o que é o sujeito de direita e como ele age, fala e vota hoje. Ele tem uma imensa herança e imensa saudade de um paraíso do passado que tem a ver com a nossa escravidão. Nessa escravidão tinha o nhônhô dono de engenho, poderoso, branco da terra (branco da terra é essa cor pálida de mestiçagem brasileira) que dominava mulheres, filhos e negros escravos. "Ô tempo bom", pensa o sujeito de direita se entendendo como um nhônhôzinho ainda. Ele se vê ainda como candidato a nhônhô. Isso significa hoje ter aspiração a ser de novo... Dominar mulher e filhos. A mulher dependente dele, uma puta de luxo, portanto, vendida pelo pai a ele que tem dinheiro e posição social, tratada aos berros, ele com amantes que ela sabe, mas não diz nada, se não apanha. As filhas vigiadas por todos porque é moeda de troca. É com elas que, através dos casamentos com outros nhônhôs, pode ter nos genros gente importante para lhe garantir nas suas rapinagens. Ele cria uma rede de contatos, além dos familiares, para destruir a economia e a sociedade de qualquer país. 

6 - Tempos bons aqueles para o nhônhôzinho. Mas ocorreram poucas mudanças no Brasil e, mesmo assim, os nhônhôzinhos de hoje morrem de saudade do passado. E assim formam a direita nacional. 

7 -  Acham um absurdo mulher virar gente como ele. Estudar, trabalhar, divorciar, não tomar porrada calada. Ah! Como lamenta. Não diz, claramente, ou diz coisas com frases enigmáticas como: "tempo bom é quando havia respeito". Os filhos, também dominados por ele debaixo de porrada que ele hoje lamenta e diz que estamos como estamos porque não se espanca mais os filhos, não se expulsa filhas desavergonhadas de casa.  

8 - "E, o pior, veado virou gente, casa até." Para o nhônhô, nos bons tempos veadagem era crime. E veado se matava ou o obrigava a suicidar-se. 

9 - E negro virar gente é que foi demais. Porque, até há bem pouco tempo, era assim: botava a negra para trabalhar na sua casa, a criada como era chamada, não tinha horário para terminar. Às vezes, o nhônhôzinho a estuprava. E, quando velha, caso chegasse a tal, era mandada embora. O negro ele chamava para pintar uma cerca e depois dizia: "neguinho, vou lhe dar como pagamento duas mangas. Nunca chupou manga."
Aí, ele e os outros nhônhôzinhos morriam de rir. 
Agora, a criada tem até carteira assinada, o negro virou gente, pode ter respeito próprio, que buscou na cultura de seus ancestrais, virou afrodescendente e dá um preço ao seu trabalho. Caiu o mundo do nhônhôzinho. "Até bolsa família tem para essa gente. Por isso ninguém quer trabalhar. É só fazer filho e pronto." É aí que o sujeito de direita revela o que pensa. Ele não percebe, o idiota, que é para tirar da miséria absoluta uma população excluída devido à imensa corrupção que os senhores de direita fizeram neste país desgraçado e miserável devido à sua ação sistemática durante anos. 

10 - A direita não muda, claro. Ela quer fazer o tempo voltar ou viver destruindo o que restou do país, sempre sob a sua tutela. Ela quer é fazer negociatas. Empregar sua família e amigos na rede do Estado. Viver às custas de jogadas como sempre fizeram. Explorar os outros, dominar, ser ditador nos seus domínios, casa, trabalho, propriedades adquiridas sempre como resultado de roubos e exploração e apoiar, portanto, partidos e políticos de direita porque pensam igual a ele e  vão garantir seus privilégios, seu racismo de araque, para ter mão de obra miserável para explorar e por aí vai. Eles destruíram o país e são os únicos culpados. Estiveram no poder durante séculos e criaram a merda que somos nós. Nós somos um país de mil tons de marrom

11 -  Eu desconfio da direita quando ela fica revoltada com o PT. O PT não gosta de mim e só faz me ofender, portanto, posso falar à vontade. Porque alguns, nessa frente ampla mais à esquerda do nhônhôsismo,  querem ser aceitos sem nenhuma crítica. O PT procura, como muita dificuldade e manobras políticas, democratizar um pouco este país destruído. O PT é uma criança de 12 anos enquanto essa direita fascista, safada, tem séculos destruindo o Brasil.  Com todo tipo de traição e desprezo pelo nosso país essa corja de direita o destrói sistematicamentre. Chegou ao extremo de vender ao estrangeiro o governo do país , instaurando uma vergonhosa ditadura, que muitos deles, hoje, elogiam e querem que volte. Liquidaram o nordeste com governos locais feudais que destruíram muitos estados brasileiros e os tonaram inviáveis. Esses brasileiros traidores só querendo amealhar dinheiro e poder, estão ainda, com sua maneira de agir, destruindo o que resta. Em breve, se dermos chance a essas criaturas, seremos um melancólico e imenso Haiti. Os Duvalier existem em cada esquina do Brasil. 

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Lamentações

Ricardo Líper

1 - Nossa posição sempre foi de independência. Quer dizer, sem fazer propaganda ou aceitar calados grupos que se acham de esquerda ou os que são de direita.

2 - Mas, no jogo do poder, quando se critica uma dessas facções, a outra fica satisfeita e, portanto, nada ganhamos com isso.

3 - Não acredito mais em mudar a sociedade tomando o poder. O poder tem, e atrai por isso, uma lógica própria que é o autoritarismo e a corrupção. Sempre foi assim na imensa maioria de governos e na maioria dos países. Com momentos mais agudos que liquidam o país, como o Haiti, por exemplo, entre outros. Nós estamos estagnados, o que ocorre também com alguns países como o nosso. Dai se  criou um país incapaz de poder garantir a todos uma vida simples, mas digna. Existem estratégias do poder pelo poder que liquidam qualquer tentativa de se criar uma sociedade socialista e democrática no sentido real da coisa. 

4 - Por outro lado, a democracia como se conhece em países como o nosso, permite, mesmo sob uma capa democrática, através da burocracia excessiva, o exercício de uma ditadura sobre seus habitantes. Tem voto, elegendo o governo, tem constituição, mas também tem milhares de pequenas regras que permitem aos governantes exercer um poder absoluto baseado nas imensas firulas de pequenas leis dessa burocracia bem  manipulada por políticos espertos que sabem usar ditatorialmente as leis. 

5 - A história recente só é de decepção. Decepção essa com o socialismo que virou stalinismo, com a queda dos países socialistas em quase todo o mundo e com uma democracia que, nos parece, nem chegou perto do que se vê na Suécia, Noruega, Dinamarca, Holanda, Finlândia... O resto oscila entre uma democracia mais real e uma democradura, isto é, uma democracia burocrática que permite ao governo ter uma fachada democrática e exercer, em vários setores, um regime ditatorial atrasando o país e liquidando o povo. 

6 - Os libertários fizeram esse alerta desde a Primeira Internacional dos Trabalhadores e lá se vai mais de um século... 

7 - O que estamos presenciando hoje como mudança da vida das pessoas tem sido inspirado no pensamento de Foucault. Foucault descobriu que, em toda sociedade, o que existe são relações de poder. E, essas relações estão em todos os lugares. Entre o pai e os filhos, entre o professor e seus alunos, entre psiquiatras e os pacientes, entre médicos e doentes, entre vizinhos, entre o síndico e os moradores de prédios. Enfim, todos nós, em maior ou menor grau,  somos potencialmente fascistas e, por isso, gostamos de exercer nossos pequenos poderes como se fôssemos hitlerzinhos. A saída é a luta não só mais de classes mas, sem a menosprezar, mas a luta de todos os oprimidos nas relações de poder nessa luta pela sua liberdade sem teleologia, sem ficar esperando que no futuro viverão melhor através de um santo (partidos, ideologias, políticos) ou salvadores da pátria. O exemplo é o aqui e agora com a luta das mulheres, dos negros e outras tonalidades de cor e tipo de pálpebras e dos que exercem sua liberdade sexual. 
A sociedade muda, portanto, de baixo para cima e não de cima para baixo perseguindo uma utopia que será alterada pelos jogos de poder dentro do partido, do governo e do Estado. E o poder demagógico diante dessas lutas dos oprimidos, não pode ficar sem apoiar porque ele vive em uma democracia de votos e todo grupo grande de pessoas atrai o candidato, mesmo que ele não concorde com elas, ele tem de se curvar e exercer uma falsidade estratégica e política para se eleger. Vai, portanto, a reboque. 
 O que devemos fazer é cuidar de si, sermos os mestres nós mesmos. Relaxar. 

8 - Este blog é um blog Foucaultiano. A nossa política não fala de partidos nem de ideologias, mas da vontade de poder e vontade de saber para dominar. Para quê se perder tempo com os discursos de políticos de uma república de bananas de Terceiro Mundo ou com seus atos bizarros e cômicos ocupando nossa mente com isso quando podemos estar lendo Kafka e revendo Fellini? Kafka descreveu em seus livros, com precisão, o que é o Brasil. Acompanhe um processo, encare a burocracia de o castelo. Se vivesse aqui teria feito uma obra maior em volumes do que Balzac. A transformação que queremos é da sociedade para que todos vivam melhor. E isso não passa por nenhum tipo de partido, governo, quem foi eleito ou deixou de ser porque a diferença deles é a mesma de coca-cola para pepsi-cola. Tem alguma, mas tão tênue... Todos só querem o poder para exercer a democradura. E se um de nós se candidatasse e ganhasse teria a auto-decepção de perceber que o governo é uma besta magnífica, ele nos engoliria. Faríamos coisas que jamais pensamos em fazer e terminaríamos sendo uma simples peça de um grande circo de horrores. 

9 - Reveja esse lindo filme curto de Fellini: As Tentações de Dr. Antonio. É parte de Bocaccio 70. Deve estar disponível  no Youtube ou nas locadoras em DVD. Não é alegoria a nada nem criticando ninguém. Veja como ele criou uma obra de arte. Repare a integração da música com a imagem. Não é melhor do que as covardias (no sentido que os homens dão para injustiças) de nossos (e de outros países também) candidatos a qualquer coisa?










terça-feira, 24 de junho de 2014

IRÃ DO APARTHEID CONTRA MULHERES JOGA AMANHÃ NA FONTE NOVA

POR QUE A FIFA NÃO EXPULSOU O IRÃ?

JORNAL COMENTADO 185
24.06.2014 - 13:37 - Terça-feira

tonY PacHeco

O Irã é um país muçulmano que obriga as mulheres a casarem a partir dos 9 anos de idade com quem seu pai decidir. Mantém esta metade de sua população como "animais domésticos", propriedades, primeiro do pai e, depois, do marido. Chibatadas e apedrejamento ainda são castigos previstos na lei corânica que vigora no país desde 1979. Por muito menos que isso, a FIFA expulsou a África do Sul dos seus quadros em repúdio ao apartheid do qual os negros eram as vítimas. Só não faz o mesmo com o Irã, que ainda persegue minorias como judeus e cristãos e enforca os gays flagrados no ato sexual ou acusados por algum "guarda revolucionário" da chamada "Polícia Moral". Mas, amanhã, este mesmo Irã estará jogando a Copa do Mundo na Arena Fonte Nova.
Para entender o porquê de a FIFA ter dois pesos e duas medidas, comparando Irã com África do Sul, clique no link abaixo e ouça nossa coluna GIRA MUNDO, do programa de Emmerson José na rádio CBN:

http://www.cbnsalvador.com.br/noticias/single-noticias/noticia/por-que-o-ira-disputa-a-copa-mesmo-submetendo-sua-populacao-a-um-apartheid/?cHash=938df017d81948ee77466bdf311b31b0

segunda-feira, 16 de junho de 2014

A COPA DO DESPRESTÍGIO: NINGUÉM ME AMA, NINGUÉM ME QUER...

tonY pACheco

N
a nossa coluna Gira Mundo, do programa de Emmerson José na CBN Salvador, a avaliação do nível dos convidados da presidente Dilma na abertura da Copa do Mundo 2014 em São Paulo: ela recebeu 7 líderes mundiais. Já a China, nas Olimpíadas, recebeu OITENTA E SEIS (86) chefes de Estado e governo. Clique no link e veja o porquê de tanto desamor...

http://www.cbnsalvador.com.br/noticias/single-noticias/noticia/por-que-os-parceiros-do-brasil-nao-vieram-prestigiar-a-copa-do-mundo/?cHash=ead3a78306d588445f0f86c3edf5c93c

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Por que só existem cangurus na Austrália?

Ricardo Líper

Eu não sou obrigado a ser politicamente correto. Eu não sigo agenda feita por espertalhões querendo escravos mentalmente cordiais. Eu sou um leitor de Foucault e de Jacques Monod. 
Monod fala que o homem surgiu por acaso contrariando a evolução. Poderia, portanto, não ter surgido e só outros seres habitariam a Terra. Os outros seres também surgiram por acaso. Daí só existirem cangurus na Austrália.
Por que só existem, originalmente, cangurus na Austrália? Monod não fez essa pergunta. Quem está fazendo, para ilustrar sua teoria, sou eu. Resposta: porque só na Austrália moléculas e células, por acaso, criaram esse animal. E assim foi no mundo todo, inclusive o homem, que surgiu em um lugar determinado. Milhares de espécies somem porque surgidas por acaso não sobrevivem e não possuem nem lógica, nem sentido. A natureza é isso. Vontade de potência, apenas e nada mais. Traduzindo Nietzsche, vontade de poder e, acrescento, nas sociedades humanas, vontade de acumular dinheiro e poder.
O resto é baratino, como diz nosso  povo ou, ideologia, para Marx. Enrolar o otário para ganhar dinheiro ou o explorando ou o fazendo de besta: "o tirando por otário". Só que o Brasileiro comum é otário mesmo. Sofre o diabo diariamente, sem ter acesso a nada que uma civilização possui: escolas, atendimento médico, segurança no ir e vir. Mas abre os dentes como um alienado cego, surdo e mudo, fazendo papeis ridículos, fantasiando, muitas vezes, diante da agenda que os espertalhões lhe impõem. Fantasiados, com um corneta na boca, soprando com o "face" de um doente mental. "Fudido" ou tendo de passar a perna nos seus patrícios para sobreviver. Como se pode confiar ou acreditar que um país com esses sujeitos pode vir a ser uma coisa que tenha um mínimo de civilização?
E o que tem a ver com o silêncio?  Fácil: temos o hábito de admitir que os povos e países evoluem. Não é verdade. Tem países que vão ser o que são sempre: ditadura disfarçada de democracia, todo mundo querendo DP. DP é dinheiro e poder. E vale tudo para isso. Do vendedor de cafezinho aos cargos mais altos do governo. Nessa paixão pelo dinheiro e poder que supera tudo, respeito ao próximo, amor a pátria, escrúpulos morais, sejam quais forem,  eles liquidam o país. O país estaciona em todos os termos, caído na ação dos que só querem dinheiro e poder. Não estou me referindo a nenhum partido, a nenhum governo, a nenhum candidato especificamente. Estou diagnosticando uma maneira de ser de nosso povo. Por isso não se tem opção na hora de votar. Tudo aqui é falso. Não tem nada autêntico. É apenas um montão de gente só querendo dinheiro. Por mais que tenha quer mais. Aí você diz: "E você, não gosta de dinheiro?" Gosto, claro. Mas apenas para ter uma vida razoavelmente confortável. Não me interessa luxo. Eu moro em um apartamento velho em um subssolo. E não quero outro. Eu sou espartano, ou melhor, eu sigo a sabedoria dos espartanos. Os meus valores são outros. Eu sigo o que Foucault escreveu sobre os cuidados de si, sobre uma existência transformada em obra de arte. O dinheiro é importante sim, mas não objetivo único de uma existência. E o poder? Nunca me interessou.
Portanto, diante disso, desse diagnóstico, o que adianta eu ficar bradando contra o vento ajudando um partido aqui agora e outro ali depois. Não temos opção de voto, o que seria um esperança. Pelo menos nas próximas eleições. E o povo vai votar no pior. É sempre assim. E ele próprio merece o que está passando. E será assim para sempre. Portanto, o resto é silêncio. Espero antes de o país acabar ou se deteriorar mais do que já está deteriorado, eu poder solicitar a outro país  asilo político por não suportar mais todas as injustiças sofridas na terra em que nasci. 

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Ricardo Líper

Shakespeare escreveu, em Hamlet: e o resto é silêncio. 

Nada há mais o que comentar.

Na realidade o que somos nós diante de toda uma população que fez opção e gosta de tudo que está acontecendo? Que vivam como querem, que amem quem gostem, enfim que tudo seja como seja.
O povo sempre diz: entrego a Deus. Que assim seja.

Devemos sempre acatar o que o povo quer. E diante do gosto popular só podemos dizer como Shakespeare: o resto é silêncio ou entrego a Deus.    

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Os mendigos em Salvador são os judeus na Alemanha nazista

Ricardo Líper

Curiosamente eu não pensei que isso não iria ocorrer. Mas segundo a imprensa falava, hoje, ocorreu.
Mas vamos organizar nosso raciocínio. O fato é em Salvador, Bahia, Brasil, hoje, os mendigos foram  forçados a deixar as ruas e recolhidos a cárceres privados, ou seja, alojamentos piores ou semelhantes a campos de concentração da época do nazismo.
Adolf Eichman chocou Hannah Arendt com a indiferença sobre o assassinato dos judeus. Ele só dizia: "Eu estava cumprindo ordens". Quem está jogando jato de água nos mendigos em Salvador também deve estar dizendo a mesma coisa...
1 - Os sem-teto, os que  dormem nas ruas de uma cidade, são as pessoas mais fracas da sociedade. Elas, na competição capitalista, não tiveram a força necessária para sobreviver nessa selva sem precisar dormir em lugares públicos. Muitos são idosos, doentes. Muitos sofrem de demência. Quase sempre é uma população em extrema miséria. É exatamente nas ruas que conseguem, de algumas pessoas escandalizadas e penalizadas com o seu sofrimento, algumas moedas, refeições e algumas roupas para se abrigarem do frio, da chuva e das madrugadas. Isso porque os poderes públicos os ignoram. Sim, são gente como nós e como todos. Eu os encaro assim. Mas tem alguns sujeitos que não. Não acham essa população seres humanos, brasileiros iguais a eles.

2 - Eles são brasileiros. Logo, elementar meu caro Watson, deveriam ter o direito de ir e vir em uma cidade brasileira e, caso não tenham morada, ocasionalmente  dormirem em solo brasileiro que é o mínimo que a mãe pátria pode lhes proporcionar. 

3 - O que me choca é que são as pessoas mais fracas, doentes, muitos com problemas mentais, demência, vou repetir, tuberculose, subalimentadas, carentes de tudo que vão ser torturadas  por causa de uma Copa do Mundo totalmente intempestiva nesse momento de falta de tudo para o povo neste pobre e miserável país. 

4 - Mas aí, sem esses pobres miseráveis imaginarem mais sofrimento, veio a mão dura da ditadura, do autoritarismo, da psicopatia dotada de poder. 
A ditadura se caracteriza por um grupo impor, sem nenhuma discussão, sua vontade sobre outro grupo considerado mais fraco, desrespeitando as leis ou o sofrimento das pessoas. Um dos recursos mais comuns é multar  para controlar a vontade dos outros. Em outro termo: chantagem. Outra é obrigar a levantar documentos, listas e listas de documentos, pagando para isso, sob ameaças, para provar isso ou aquilo a respeito de si próprio. Você fica sempre se explicando, ficando em filas para pegar papéis, gastando seu dinheiro e obrigado a fazer o que o ditador determina. Somos um país em que se prova que se está vivo. Mas essa tortura  só visa os fracos ou pouco fortes. O fortes são os que poderiam prejudicar o ditador. Por exemplo, quanto devem pagar as grandes empresas, os Shoppings, os Estádios de Futebol de impostos municipais, estaduais e federais? Seria interessante a imprensa investigar e publicar os valores. Mas dona Mariazinha, fraca, portanto, sem como reagir, tem de se explicar porque vendeu uma pamonha em uma esquina qualquer.  

5 - Mas a ditadura tem a ver com a psicopatia. Não é só falta de caráter que o espírito do ditador possui. Ele precisa ter problemas mentais. Não é louco, mas sofre de uma psicopatia que se revela quando adquire poder. Psicopata é aquele que não possui empatia com o sofrimento dos outros. Em uma linguagem popular: não tem pena do semelhante, que é um sentimento comum a toda a humanidade. Pode ter pena da sua família. Assim mesmo não sei até que ponto. O que ele ama é a si mesmo, o dinheiro e quando chega ao poder, o poder. Esse total desprezo emocional pelo sofrimento alheio o faz tomar medidas de psicopata.  Ele e seus ajudantes truculentos não têm a capacidade emocional de ter piedade com o sofrimento dos outros.  E, por isso, ele se justifica de maneira alucinada. Ele se auto-alucina com drogas ou não. O processo alucinatório se caracteriza por desqualificar o outro para o resto da sua consciência, quando ainda existe, ficar tranquila. Foi o que o nazismo fez com os judeus, ciganos, povos que foram, primeiro inferiorizados, para depois serem massacrados. Jack, O Estripador só matava prostitutas porque, para ele, não  eram humanas. Para os ditadores atuais, eleitos por pessoas que sentem também prazer sádico em ver os outros sofrerem, sob a bota da ditadura, os mendigos não são gente comum, mas sub-humanos. Não são brasileiros. Incomodam, enfeiam as ruas, criam problemas. Não são brancos, ricos, de olhos azuis, limpos, com dinheiro para dar ou trocar por besteiras quaisquer que  beneficiem os poderosos, portanto, um campinho de concentração  não é nada demais. Hannah Arendt, quando cobriu o julgamento de Adolf Eichmann, ficou impressionada como a banalidade daquele homem. Um burocrata comum. Como os milhares que nos atendem hoje nas repartições do Estado, nos cobram documentos e nos ameaçam. Os que estão jogando água com detergentes na população são como Eichmann que só sabia dizer, quando em julgamento, que ele estava cumprindo ordens. Claro que estava. Mas foi enforcado porque só um cretino psicopata se conforma com um trabalho que é o massacre dos fracos e doentes em uma sociedade. E os mendigos são inocentes nenhum crime cometeram. Apenas pedem esmolas e dormem nas ruas dessa pocilga chamada Salvador. 

6 - Mas a truculência da ditadura atual é proibir também que as pessoas se locomovam quando um evento que ela faz precisa do espaço para ela se locupletar. A Noruega, que é uma verdadeira democracia, não aceitou fazer a Eurocopa. A Suécia também. Porque não aceitam uma coisa dessas em seu território em respeito aos seus cidadãos. Porque, para os noruegueses e suecos democracia significa respeito pleno as direito de todos os noruegueses e suecos. Mas quem nunca foi adepto da democracia só pode mesmo agir assim. Só nos resta a vergonha. Que pena que nosso país esteja doente, com muitas pessoas doentes, e muitos que, exatamente porque sofrem de sérios distúrbios emocionais e ideológicos são eleitos por pessoas doentes.

7 - O mal é banal, comum, irresponsável, louco. O que me surpreende mais ainda é que os partidos que se diziam de esquerda nada dizem agora quando estão fazendo acordos com o poder. Colaboram. Ficam calados. Participam.  com o seu silêncio, dessa barbaridade. Os oligofrênicos, alienados, que nada entendem do mundo em que vivem, se fantasiam e vão gritar e se espernear histericamente como animais ridículos, embriagados ou drogados mostrando o pior momento de pessoas com apenas a forma humana que, felizmente, não são o que de melhor é a espécie humana.