Filmes Comentários

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Para além da filosofice ocidental e catolicista

Índio Sioux
Ricardo Líper
Vocês devem conhecer. É de uma sabedoria que psicolozinhos ficam no chão. O nosso maior inimigo, que todos temos,  está dentro de nós. Os outros só nos fazem mal, na maioria das vezes, quando o permitimos. Estou falando da oração dos índios americanos supliciados e dizimados por  aquela coisa horrorosa que são os crentes brancos norte-americanos . A oração vai abaixo.

Oração Sioux



Óh! Grande Espírito cuja voz ouço nos ventos,
cujo hálito, da vida ao mundo,
ouça-me sou pequeno e fraco,
preciso de tua força e de tua sabedoria,
faça com que meus pés andem em beleza,
e que minhas mãos protejam as coisas que fizestes.
Faça-me sábio para que eu possa aprender as lições
que escondestes em cada folha e em cada pedra.
Faça-me forte, não para ser superior aos meus
irmãos,
mas para que eu possa enfrentar meu maior inimigo,
“Eu Mesmo”.
Faças com que eu esteja sempre pronto a te
encontrar, olhando nos olhos.
Para que quando a minha vida se for, assim como o
sol se põem,
meu espírito não tenha vergonha de fazê-lo.”

2 comentários:

  1. Olá!!!
    Eu gostei do seu blog. Gosto da maneira como fala sobre as coisas.
    Houve uma época da minha vida em que eu escrevia com a mesma paixão com que hoje faço minha arte....tive meus quinze minutos de fama muito cedo...eles se acabaram quando cansei de falar sobre "borboletinhas" (eu as amo, nada contra....)diante dos "olhares embevecidos" da família e professores, e passei dizer umas verdades....minha revolta diante das coisas foi crescendo e passei então a "cuspir" as verdades...perdi espaços importantes na literatura, acho que decepcionei algumas pessoas que tinham plena certeza de que só havia flores e borboletas nesse mundo. Enfim, por esses e outros motivos (é uma longa história e não vem ao caso) encerrei minha carreira literária tão prematuramente quanto começou, acho que pelo menos poupei mais desgostos e constrangimentos a pessoas queridas.
    Mas a revolta diante das injustiças, hipocrisias, mentiras, absurdos, opressões e outros "encantos" de nossa "adorável espécie"....essa eu nunca consegui sufocar, e as vezes borbulha em mim o "bichinho furioso" que me fazia escrever.
    Amo as palavras...e gostei tanto das que li aqui...bom saber que ainda existem mais cérebros pensantes, pulsantes e livres.
    Beijo.
    =^.^=

    ResponderExcluir