Filmes Comentários

terça-feira, 20 de março de 2012

Bruxa africana manda prender homossexuais

Tony Blair fez cara de tristeza quando a bruxa da Libéria  começou a destilar sua homofobia. Ele não foi avisado da bobajada que esta quadrúpede estava para vomitar.


Kraus Berg


A presidenta de um nada chamado Libéria, na África Ocidental, Ellen Sirleaf, defendeu cadeia para homossexuais em seu país, dizendo que é uma "questão cultural". Quando os europeus chegaram ao país dela e meteram todos os negros num navio e levaram para a América para serem escravizados, os papas da época diziam que "os negros não tinham alma e, portanto, eram animais e, portanto, podiam ser usados como animais de carga". Também era uma questão cultural, não é verdade?
Esta bruxa liberiana tem que ser levada ao Tribunal Penal Internacional de Haia e à Comissão de Direitos Humanos da ONU em Genebra. É tão idiota e autoritária que não entende que está FAZENDO ECO a posições machistas que um dia trataram as mulheres do país dela como vacas ou cabras, simples posses dos maridos. É uma imbecil, INCULTA. Esquece que este discurso é dos muçulmanos, que tratam as mulheres na África como gado, com seus clitóris arrancados ao nascer. Idiota, imbecil, inculta. Chega de MULTICULTURALISMO IDIOTA com estes selvagens incivilizados. Sem paciência para idiotice.

3 comentários:

  1. MARGUERITE YOURCENAR (IN ADRIANO):

    A VERDADE É SEMPRE UM ESCÂNDALO.

    ResponderExcluir
  2. deve ser medo da concorrência...

    ResponderExcluir